Utilizamos cookies e outras tecnologias de medição para melhorar a sua experiência de navegação no nosso site, de forma a mostrar conteúdo personalizado, anúncios direcionados, analisar o tráfego do site e entender de onde vêm os visitantes. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

[Lançamentos] Conheça a Pitangus Editorial

Escrito por


Oi! Como você está?

O post de hoje é para apresentar a vocês um novo grupo editorial nacional e um lançamento que você não pode perder! A Pitangus Editorial surgiu a partir do clube do livro: Bem-Te-Li, um lugar para compartilhar histórias e experiências em forma de enredos escritos por grandes autores. Com o grupo veio a vontade de publicar novas histórias e trazer novos conteúdos os leitores.

Muito mais que uma editora nossa missão é inovar o modo de leitura para que ele seja mais vívido, didático e inesquecível. Trazer o leitor para próximo do escritor é o que queremos, afinal somos todos almas líricas em busca de histórias marcantes e revolucionárias.

E uma de suas primeiras publicações será o livro "Nunca vou me apaixonar", primeiro livro
da série "Famosas Últimas Palavras", da autora Mari Monni. Um livro com um enredo envolvente e gostosinho de ler. Nele você irá conhecer um homem disposto a não se apaixonar novamente e se manter sã e salvo dos males do amor. Isso até conhecer um mulher capaz de derrubar todas as suas barreiras. Confira a sinopse:


Todo mundo já sofreu por amor. Comigo não foi diferente. Só que, em vez de ficar sofrendo, resolvi fazer um pacto com meus dois melhores amigos: Nunca vou me apaixonar.

Desde então, levo minha vida de forma descomplicada: muitas mulheres, zero envolvimento.
Prazer, me chamo clichê ambulante.

Mas não desista de mim ainda. Não sou tão superficial assim… As coisas começam a mudar radicalmente quando conheço minha nova vizinha. Ela é linda, inteligente e sexy até o último fio de cabelo ruivo. O único problema é que Clara é virgem. Ou seja, minhas táticas de sempre não funcionarão com ela.

Agora, só me resta sofrer, porque esta será a história de um cafajeste apaixonado sendo obrigado a levar uma vida celibatária. Não sei quanto tempo vou aguentar.

ATENÇÃO: Não leia este livro em público se você não quer passar vergonha. Ele vai te fazer gargalhar alto e sentir as famosas borboletas no estômago. A autora não se responsabiliza caso você fique completamente apaixonada por Dante e Clara.

Onde comprar: Amazon (gratuito pelo Kindle Unlimited).

Gostaram? A sinopse me chamou a atenção logo de cara. Me pareceu o tipo de livro leve e divertido, cheios de clichês como um filme de sessão da tarde. Estou bastante curiosa para conhecer.

É isso, gente! Até o próximo post!

Como retalhos numa colcha

Escrito por
Ei, como você está? Faz tempo desde a última vez que eu consegui sentar em frente ao computador e fazer algo que realmente gosto. Parece que a vida resolveu manter o foco apenas entre trabalho e as atividades em casa. Não me sobra tempo nem disposição para terminar o dia escrevendo ou mesmo lendo. Minhas leituras atrasaram mais uma vez, até tentei botar um pouco de ordem com a Maratona Literária de Inverno . Foi divertido e até me tirou da rotina por alguns dias, mas a leitura não fluiu como eu esperava e acabei desistindo de me forçar a ler. De lá para cá, fico na mesma rotina: acordar cedo, trabalho, voltar para casa ( tarde e esgotada ), ajudar minha mãe e dormir. Acordo sempre no mesmo horário, saio para o trabalho no mesmo horário, volto para casa no horário que dá ( cumprindo hora e…

27 Birthdays, 27 new years

Escrito por
Não posso dizer que os anos passaram rápido demais para que eu os notasse. Houve dias que torci para que acabassem logo ( ainda espero por isso com frequência ), houve anos que foram mais breves, outros mais longos... Mas ainda assim eu me lembro de todos. Não posso dizer que não vi os anos passando. Eu vi e muitas vezes só esperei que eles passassem por mim sem que eu tivesse que agir. E hoje se foi mais um. Se eu fosse agir como uma daquelas pessoas chamadas de centradas, decididas e até dedicadas, eu poderia fazer um balanço de tudo o que já aconteceu nos últimos anos. Eu poderia listar os meus erros, os ( poucos ) acertos e coisas que eu tentaria mudar, e quem sabe sonhos a serem alcançados. Mas já faz muito tempo que eu deixei de ser alguém assim. Ou quem sabe eu só não pense mais n…