Vento do Leste

Um mundo literário com doses do cotidiano

Destaques

Imagem de capa do card
[Resenha] Eu Perdi o Rumo, de Gayle Forman

É uma história que une três pessoas que se sentem perdidas, mas que vão descobrir que não estão sozinhas.

Ler o post
Outras postagens
Imagem de capa do card
As 10 capas mais bonitas da minha estante
Ler o post
Imagem de capa do card
Mulheres marcantes na literatura #2
Ler o post

Últimas resenhas

Últimas resenhas

Eu Perdi o Rumo

Editora Arqueiro

Ler o post

O Jardim Esquecido

Editora Arqueiro

Ler o post

Por uma Questão de Amor

Editora Novo Século

Ler o post

Uma noiva para Winterborne

Editora Arqueiro

Ler o post

Uma Dama Fora dos Padrões

Editora Arqueiro

Ler o post

Quinze Dias

Editora Globo Alt

Ler o post

Anuncio

3 livros para ler antes que setembro acabe


Apesar da minha lista de livros ter aumentado consideravelmente depois da Bienal, setembro foi um mês que não me ajudou a terminar os livros que já tinha me programado para ler. Com o estresse do dia a dia fui perdendo o ânimo, mas ainda resta um tempinho antes de outubro chegar. Então, por que não tentar recuperar a leitura perdida?

O primeiro da lista é o novo livro do Vitor Martins: Um Milhão de Finais Felizes. Foi uma das melhores compras que fiz na Bienal e trouxe para casa autografado. Está na minha lista desde que a Globo Alt anunciou a data do lançamento e tenho certeza que será uma leitura incrível!


Jonas não sabe muito bem o que fazer da vida. Entre suas leituras e ideias para livros anotadas em um caderninho de bolso, ele precisa dar conta de seus turnos no Rocket Café e ainda lidar com o conservadorismo de seus pais. Sua mãe alimenta a esperança de que ele volte a frequentar a igreja, e seu pai não faz muito por ele além de trazer problemas.

Mas é quando conhece Arthur, um belo garoto de barba ruiva, que Jonas passa a questionar por quanto tempo conseguirá viver sob as expectativas de seus pais, fingindo ser uma pessoa diferente de quem é de verdade. Buscando conforto em seus amigos (e na sua história sobre dois piratas bonitões que se parecem muito com ele e Arthur), Jonas entenderá o verdadeiro significado de família e amizade, e descobrirá o poder de uma boa história.

O segundo é o livro da Gayle Forman: O que há de Estranho em Mim, publicado pela Editora Arqueiro. Os únicos livros que eu já li da autora foram Se eu ficar e Para onde ela foi, mas com o lançamento do novo livro da autora pela Editora Arqueiro (Eu Perdi o Rumo) me deixou curiosa para conhecer outras histórias.


Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.

Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão.

Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.

O último é o livro da Eleanor H. Porter: Pollyanna, um clássico da literatura infantil que nunca tive a chance de conhecer. Encontrei uma edição lindinha na Bienal e por apenas R$ 10,00, por isso entrou na minha lista e já estou curiosa para ler.


A pequena cidade e Beldingsville, no interior dos Estados Unidos, nunca mais seria a mesma depois da chegada de Pollyanna, uma garotinha órfã de 11 anos que ficou aos cuidados da tia rica, a irritadiça e intransigente senhora Polly Harrington. Com sua extraordinária visão do mundo, a encantadora menina conquista os habitantes da cidadezinha e ensina a todos o seu incrível "jogo do contente", um jogo de transformar vidas e modificar destinos.

Publicada como livro em 1913, a história da alegre e corajosa menina se tornou um clássico da literatura infanto juvenil e vem cativando diferente gerações de leitores com sua poderosa mensagem de otimismo e superação das dificuldades. É impossível não se encantar com Pollyanna. um exemplo inesquecível de amor, amizade e de como ver sempre o lado bom a vida.


Essa é a minha pequena lista para os dias que faltam em setembro. E vocês? Como andam a leitura?

@oventodoleste