Sherlockiando: tudo sobre a nova coluna do blog

Escrito por


Mesmo entre os leitores que não se encontram nos romances policiais, Sherlock Holmes é um personagem bastante conhecido. O personagem ficou famoso por utilizar o método científico e a lógica dedutiva para resolver os casos considerados sem solução pela Polícia Metropolitana de Londres, a também famosa Scotland Yard. Criado pelo médico e escritor britânico Sir Arthur Conan Doyle, o detetive é muitas vezes considerado controverso e comparado com tantos outros detetives famosos na literatura, como por exemplo: o detetive criado por Agatha Christie, Hercule Poirot e o personagem de Edgar Allan Poe, Auguste Dupin. Você pode já ter esbarrado nas diversas edições publicadas dos livros ou nas adaptações criadas tanto para o cinema quanto para os amantes de séries.

“Romance policial é um gênero literário que se caracteriza pela presença do crime, da investigação e da revelação do malfeitor. Neste tipo do gênero literário, o foco remete para o processo de elucidação do mistério, empreitada geralmente a cargo de um detetive, seja ele profissional ou amador. A essência da narrativa policial é a busca pela identidade desconhecida, pela totalidade dos índices.”



Se você acompanha o blog há mais tempo, deve ter visto algumas referências espalhadas por aqui. Apesar de já ter algum tempo que não compartilho resenhas sobre o detetive, sempre que posso (e consigo) deixo algo que espero que conquiste o seu coração. Mas se você está chegando agora precisa saber que o nome do blog é uma referência a uma pequena citação escondida no conto “His Last Bow (“Seu Último Adeus”) no livro “O Último Adeus de Sherlock Holmes”. Este é o conto que encerra o livro e traz eventos que aconteceram durante o começo da Primeira Guerra Mundial. Além de ser o último encontro entre o Dr. Watson e Sherlock Holmes após a aposentadoria do detetive. No último parágrafo do conto podemos encontrar a citação:


— Meu velho Watson! Você é o único ponto imutável numa era de transformação. De qualquer maneira, levanta-se um vendaval no leste, vendaval como nunca soprou sobre a Inglaterra. Será gélido e pungente, e muitos de nós poderemos perecer sob a sua rajada. Não obstante, é enviado por Deus, e, quando tiver passado, erguer-se-á à luz do sol uma pátria mais pura, melhor e mais forte.



O Vento do Leste também teve grande influência em uma das melhores séries inspiradas nas histórias do detetive (em minha opinião é claro, rs). Em Sherlock, série produzida pela BBC, em sua última temporada, Eurus é o ponto chave da história. Na mitologia, Eurus é o nome dado ao Vento do Leste, o vento responsável por trazer a tempestade para os marinheiros e a chuva do Leste para a terra. Embora possa encontrar referências ao vento como sendo um “vento favorável” muitos escritores o descrevem como um vento forte e uma força destrutiva. Este é significado que foi dado a Eurus tanto no conto escrito por Conan Doyle, como na série produzida pela BBC.

Há muito que descobrir sobre as histórias do Sherlock Holmes e por isso, eu estou retomando um dos meus projetos para blog esse ano. Ainda não sei qual será a frequência das postagens por aqui, a ideia inicial era manter um post por semana, mas sempre me atrapalho com prazos que envolvem escrever sobre algo que gosto. Além disso, terei que reler as histórias para poder escrever cada post, o que vai depender do tempo que terei para encaixar a leitura. Portanto vou deixar isso em aberto. Por ora, essa é abertura de uma nova coluna no blog! Sherlockiando irá apresentar a você uma aventura por post, desvendando um mistério por vez até todas as histórias originais, escritas por Conan Doyle, chegarem ao fim. Também pretendo incluir algumas comparações com alguns filmes e séries sobre as histórias de cada post. Estou bastante animada para começar e espero que você, leitor, me acompanhe durante essa nova aventura. Espero que você compartilhe comigo o que você achou de cada mistério, mesmo que você já tem lido os livros. Há muito que discutir sobre eles!


Para dar início à coluna, o primeiro romance será “Um Estudo em Vermelho”, publicado originalmente em 1887. Pelo ponto de vista do Dr. Watson, nós seremos apresentados ao mundo da dedução e modos, no mínimo, questionáveis do detetive. E posso adiantar que nesse post teremos um pouco sobre o episódio “A Study in Pink” ("Um Estudo em Rosa"), da série Sherlock que foi ao ar em 2010 (BBC). O episódio teve como inspiração o primeiro romance do detetive e, apesar da história acontecer nos tempos atuais, faz um bom paralelo com a história original. Essa série é uma das poucas que se aproxima da personalidade do Sherlock dos livros e para aqueles que não têm certeza se gostariam dos livros, é uma série que poderá abrir as portas para o mundo de Sherlock Holmes.

É isso!

Espero encontra-lo aqui no próximo post. Há muito sobre o que conversar e este é apenas o início de uma mudança inevitável.

Resenha | Tempo de Regresso, de Kristin Hannah

Escrito por
Meghann Dontess é uma advogada de sucesso. Trabalha em um luxuoso prédio e sua casa é tão fria e vazia como um quarto de hotel. Nem todo o dinheiro que conseguiu ganhar foi capaz de preencher a tristeza e a solidão que o passado deixou em sua vida. Meghann já tinha perdido muito e o trabalho era tudo o que restava agora. Como advogada, Meghann era brutal, competente e sempre conseguia o que os seus clientes queriam, o que a tornou um nome reconhecido. Sua vida não existia sem o trabalho e ela não estava disposta a mudar. Não que a sua psicóloga aprovasse suas decisões. Mas não havia nada que a fizesse reviver o que havia acontecido há tanto tempo. Meg ainda resistia às lembranças do dia em que foi embora, deixando a irmã para trás. Ela sabia que era o melhor a se fazer. Claire merecia um…

Lançamentos | As últimas novidades da Faro Editorial

Escrito por
Oi! Tudo bem com você? Faz algum tempo desde que trouxe alguma novidade literária por aqui. Tenho mantido o hábito de acompanhar tudo e tento encontrar um ritmo de leitura novamente. Nos últimos dois meses li dois livros. Dois livros que foram surpreendentes e que logo estarão aqui no blog. Foram duas leituras completamente diferentes, mas que foram importantes. Um deles é da uma das minhas autoras preferidas e estava aguardando ansiosamente para ler desde o lançamento. O segundo, por mais que a curiosidade e vontade de ler estivessem sempre presentes, nunca dei uma chance a trilogia. Acabei tirando o livro da minha lista de leitura quando descobri que o Luhran, do Preconceito Literário, estava organizando uma leitura coletiva com os livros da trilogia. De alguma forma, era o momento cer…

Algumas mudanças são inevitáveis

Escrito por
Já foram tantas mudanças... Muitas delas eu confesso que foram desnecessárias. Outras eu sequer me lembro de ter acontecido, e a única prova de que existiram são as pequenas pastas no meu computador, pequenas provas que foram se acumulando com o tempo. Aqui, nada se mantém por muito tempo. Nunca tive problema com isso. Pelo menos, não em relação ao blog. Já o mundo fora da internet tem me assustado bastante nos últimos tempos. Mudanças que eu preferiria não enfrentar ou sequer pensar nelas foram jogadas no meio do caminho sem opção para desvio. Por enquanto, sigo tentando atravessá-las sem perder mais do que já se foi. Com isso, algumas coisas começaram a refletir por aqui. O layout antigo foi criado com muito amor e carinho ( assim como tantos outros ). Ele refletia uma fase mais leve, …

Lançamentos | Conheça os livros que serão publicados em março pela Faro Editorial

Escrito por
Oi! Como você está? Espero que esteja tudo bem por aí, que as coisas estejam tranquilas e você esteja seguro, protegido em meio a pandemia. Por aqui, continuo trabalhando e tentando retomar o meu ritmo de leitura aos poucos. Para tentar me animar a ler, hoje, eu acabei comprando dois livros que eu estava bastante ansiosa para ler desde que foram publicados. Espero conseguir sentar e ler um pouco logo e trazer mais resenhas para o blog. Por ora, quero mostrar a você os últimos lançamentos da Faro Editorial para o mês de março. São seis livros distintos para seis tipos de leitores diferentes. Um mês para agradar a todos os leitores. Confira a lista: 1. Crianças da Guerra, de Viola Ardone Um livro de ficção baseado em uma história real, a migração de crianças pobres na Itália durante o pós …