Quote da semana

“Às vezes, se apaixonar é a atitude mais corajosa que alguém pode ter.”

Kiera Cass, A Coroa

Promoção na Amazon

[Resenha] O Lado Obscuro, de Tarryn Fisher


Em um momento da vida, Senna Richards escolheu não sentir. Quando sua mãe decidiu que não poderia mais aguentar a mesma vida, foi embora deixando a pequena Senna para trás. Com um pai não sabia lidar sozinho com uma criança, Senna foi crescendo em um ambiente conturbado. A mágoa que sentia da mãe a levou para o mundo da literatura. Sua mãe era escritora e assim, Senna começou a escrever também. Seus livros ficaram famosos e um deles acabou ganhando adaptação para os cinemas.

Em seu aniversário de trinta e três anos, Senna acorda em um quarto que era o seu, com roupas que não eram suas. Sua última lembrança foi ter ido jantar com sua editora e, na volta para casa, tinha parado para abastecer o carro. Depois disso, nada mais surgia a sua mente. Era óbvio que alguém a tinha drogado, mas onde ela estava? Quem poderia ter feito isso com ela? O pânico logo foi tomando conta da sua mente. Alguém a tinha colocado naquele quarto e trocado suas roupas. Senna estava em um quarto de madeira, uma espécie de sótão, e a única porta para sair de lá estava trancada. Tudo o que ela conseguia ver da janela era a neve. Depois de vasculhar o quarto, Senna encontra uma caixinha com isqueiros, uma chave e uma faca pequena.

Desesperada, Senna sai do quarto e sua surpresa só não poderia ser maior do que encontrar Isaac Asterholder em um dos quartos da casa. Ele estava amarado e amordaçado na cama. Senna logo o ajuda a sair de lá e o medo consome os dois. Por que eles estariam juntos naquela casa? Já fazia algum tempo desde que tinham se encontrado pela última vez e não havia motivos para que alguém os sequestrasse. Senna era uma escritora conhecida, com alguns fãs malucos, mas Isaac era apenas um médico cirurgião. Se ele estava naquela casa, longe da sua esposa grávida, era culpa dela.


Não havia sinal do sequestrador. Depois de vasculharem a casa, além de perceberem que estão sozinhos, descobrem que a porta está trancada por um código de segurança, há comida suficiente para meses, o abastecimento de água e energia pode acabar a qualquer momento e todos os móveis mais pesados estão presos ao chão. Não há meios de sair.

Senna tenta entender o motivo de Isaac estar ali. Não fazia muito tempo desde a última vez que tinha visto o médico. As lembranças logo começaram a assombra-la. Senna tinha conhecido Isaac logo depois do pior momento da sua vida. Isaac tinha cuidado dela e a protegido, mesmo quando ela não queria sua ajuda. Ele tinha sido a única pessoa que permaneceu na sua vida nos piores dias. Ele não tinha desistido dela. Mas Senna não suportou a forma como Isaac mexia com seus sentimentos. Ela preferia quando não sentia nada, era mais fácil controlar tudo o sua volta. Ela preferia o branco, mas Isaac trazia cores para sua vida. Foi por isso que ela se afastou dele. Encontra-lo ali era mais doloroso do que ela queria admitir.

Com o passar dos dias sem nenhuma esperança de conseguir fugir, Senna começa a perceber que tudo dentro da casa está relacionado com a sua vida. Desde os itens encontrados no seu quarto, no primeiro dia, até o quarto com um carrossel. Aos poucos, Senna vai entendendo que para sair dali precisará reviver os momentos mais difíceis da sua vida. Histórias que estão enterradas há muito tempo e que Senna preferiria esquecer.


O livro se alterna entre os momentos vividos dentro da casa e momentos que aconteceram antes que os dois fossem sequestrados. Aos poucos vamos conhecendo o passado solitário de Senna e a rápida história que construiu com Isaac. Um completo estranho que a acolheu em um momento que ela não queria se aproximar de ninguém.

Nessa história, o leitor é apresentado a assuntos como o abuso sexual e saúde mental. Senna carrega um fardo grande demais do qual ela preferiu se esconder, se fechar para o mundo e assim não sofrer mais com o abandono e a dor de ver promessas não serem cumpridas. Ela se isolou tanto do mundo que qualquer alteração no pequeno espaço controlado em que ela vive a deixa sem reação. Senna não consegue compreender e falar sobre o que sente. O que faz com que Isaac seja um perigo na sua vida. Ao mesmo tempo em que ela se acostumou com a presença do médico, ela não entende a euforia que sente quando ele está por perto. Isaac salvou a sua vida mais de uma vez, mas isso ainda não é suficiente para que ela retire suas barreiras.


Enquanto isso, Isaac sabe respeitar a personalidade de Senna. Ele sabe que ela não é o tipo de pessoa que se abre para o mundo, mas não consegue se afastar de Senna. As circunstâncias em que os dois se conheceram não são nada favoráveis para eles. Senna estava fragilizada e queria se esconder do mundo, mas Isaac também sabia que a faixada de pessoa autossuficiente e isolada da sociedade era apenas uma forma de defesa. Ele queria ajuda-la e foi por isso que ele continuou ao seu lado, mesmo quando Senna pedia para que ele fosse embora.

Os momentos românticos do livro ficam em segundo plano durante toda a narrativa. O importante aqui é a vida de Senna, é como ela chegou até aquele momento e como a sua história vai terminar. A narrativa mostra que o amor, por mais forte e intenso que possa ser, não vence todas as batalhas. Somos feitos de escolhas, boas e ruins, e precisamos aprender a lidar com as consequências. A autora busca mostrar ao leitor que a vida é única e precisa ser vivida, sem medo das feridas que serão abertas no caminho. Além de dar destaque para a saúde mental, demonstrando como podemos nos tornar pessoas autodestrutivas quando não sabemos lidar com o que acontece nas nossas vidas.

Isaac por outro lado, é um poço de bondade. Um ex-baterista, que largou a música para salvar vidas, inclusive a próxima. Isaac entende bem as atitudes de Senna, porque sabe o quanto a vida pode ser dura. Ele precisou largar o que amava para não ser destruído. Desde o momento em que ele encontra com a Senna pela primeira vez, ele se vê responsável por ela. Uma mulher frágil, em uma situação dolorosa demais, que seria capaz de destruir qualquer pessoa.

Eu me surpreendi com esse livro. Já tinha lido outras histórias da autora, mas com toda certeza essa é a que toca mais fundo no leitor. Conseguimos sentir a dor e o peso das decisões erradas e difíceis que Senna toma durante a narrativa. Ela carrega um fardo maior do que consegue lidar e a forma como a história é apresentada, nos aproxima ainda mais da personagem.

Logo nos primeiros capítulos o leitor já é surpreendido por um acontecimento que nos deixa desconfortável e apresenta um lado mais obscuro das pessoas. Os dias em Senna e Isaac ficarão presos na casa, demonstra bastante isso. É impossível manter a esperança e a coragem quando não se tem perspectivas. Quando você vê a sua vida ir por um caminho sem volta, as decisões que você toma ganham proporções maiores.

O Lado Obscuro, da Tarryn Fisher, é um thriller psicológico maravilhoso e que precisa ser lido.

Compre na Amazon