[Resenha] A Ilha dos Elementos, de Paula Mello


Kiera é a princesa mais nova do reino Mastair. Seus pais não esperavam a por mais um filho quando descobriram a chegada de Kiera. Agora, aos onze sóis de vida, ela ainda acompanhava as aulas junto com todas as crianças do reino. Apenas quando chegasse o momento do seu florescimento é que ela deixaria as aulas de lado e partiria sozinha para a Ilha dos Elementos. Lá ela iria descobrir o seu elemento e a aprenderia a ser uma poderosa feiticeira. Tudo o que Kiera queria era deixar todos orgulhosos, não poderia decepcionar os seus pais.

Ela não deveria se preocupar com isso ainda, Kiera era nova demais. A jovem princesa espera ter a chance de se preparar melhor para o momento. Afinal, não seria fácil. Ela sempre esteve com sua família, com Munri – sua melhor amiga – e a ama que ela tanto gostava. Como seria estar longe de todos eles?

Mastair era o reino dos magos. Depois de muitos conflitos, onde muitos acabaram perecendo, o mundo de Orbis foi divido em seis reinos. Dois eram controlados por humanos, o terceiro controlado por criaturas demoníacas, o quarto por seres metade anjos e metade humano, o quinto com seres metade humano e metade demônio. O sexto reino era o dos magos, o reino do qual Kiera fazia parte. Ao longo da guerra que deu origem os seis reinos, Mastair perdeu muitos feiticeiros e ameaça de uma nova guerra era constante. Para manter a magia do seu mundo viva, todos deveriam cumprir suas obrigações e elevar o crescimento do número de magos. Todos cresciam sabendo que deveriam se tornar feiticeiros poderosos e deveriam ter filhos. Só assim, estariam protegidos quando a nova batalha chegasse.

Kiera estava disposta a honrar o seu reino, quando chegasse o seu momento. Ela só não imaginava que aconteceria mais cedo do era esperado.



Com a chegada do seu florescimento, Kiera foi enviada a Ilha dos Elementos. Ela era apenas uma criança assustada, com onze sóis, e sem saber o que esperar da sua nova vida. Ao chegar a Ilha ela não seria mais a princesa, seria apenas mais uma jovem feiticeira e deveria se dedicar a aprender tudo o que pudesse. Kiera participaria da cerimônia que dirá qual o seu elemento e depois irá descobrir a área que irá se dedicar nos estudos. E logo Kiera se tornou uma das melhores feiticeiras da Ilha. Durante todo o seu treinamento, ela lutou contra os próprios medos para deixar a todos orgulhosos. Mas Kiera ainda teria que enfrentar muitas provações para cumprir o seu destino. E para isso, ela precisaria abrir mão de muitas coisas importantes em sua vida e precisaria ter coragem para enfrentar o desconhecido.

Eu recebi esse livro da Editora Hope, junto com vários outros títulos, como prêmio de um sorteio. Para começar, eu fiquei encantada com a capa! Tão delicada e bem feita. Ela representa cada pedaço da história e a Editora acertou em cheio na escolha. Mas confesso que imaginei que seria uma história voltada a um público mais infantil. E posso dizer que estou feliz em dizer que estava completamente errada. Claro, a história começa com a princesa ainda criança, mas a história vai amadurecendo junto com a personagem e os seus problemas vão ganhando um ar mais adulto. Aos poucos, o livro que vai ganhando força e conquistando o leitor.



Kiera é uma menina encantadora. É fácil se apegar a ela e aos medos que ela carrega. Conforme os capítulos vão passando, me vi torcendo para que ela superasse cada prova que era colocada em seu caminho.

A história é leve e com uma narrativa bastante fluída. A autora adicionou tanto conteúdo a história (o que era de se esperar para o primeiro livro de uma série), mas não deixou que nada sobrecarregasse a leitura. Há muito para se descobrir em um mundo completamente desconhecido para o leitor, mas a história dá uma visão geral sem se tornar cansativa. Ponto positivo para autora!

A Ilha dos Elementos” é um livro ótimo para curtir na quarentena ou em um dia que você deseje apenas estar com uma boa companhia.