Vento do Leste

Um mundo literário com doses do cotidiano

Destaques

Imagem de capa do card
As 10 capas mais bonitas da minha estante

Hoje eu separei os livros que antes de tudo foram escolhidos pela capa e eu guardo com muito carinho na minha estante.

Ler o post
Outras postagens
Imagem de capa do card
[Resenha] O Jardim Esquecido, de Kate Morton
Ler o post
Imagem de capa do card
Mulheres marcantes na literatura #1
Ler o post

Últimas resenhas

Últimas resenhas

O Jardim Esquecido

Editora Arqueiro

Ler o post

Por uma Questão de Amor

Editora Novo Século

Ler o post

Uma noiva para Winterborne

Editora Arqueiro

Ler o post

Uma Dama Fora dos Padrões

Editora Arqueiro

Ler o post

Quinze Dias

Editora Globo Alt

Ler o post

Baía dos Suspiros

Editora Arqueiro

Ler o post

Anuncio

Cheia de incertezas

Faz alguns dias que estou tentando buscar ideias, talvez até mesmo vontade para voltar a escrever. Sempre soube definir muito bem o que sinto quando escrevo, mas isso foi há muito tempo. Não que as coisas estejam de cabeça para baixo, que a mudança tenha sido grande, porque não é assim. Eu me sinto inconstante, mais do que jamais fui. Em um instante a certeza bate a porta com toda a força, daquele jeito como quem diz: “Cheguei para ficar!” e no momento seguinte já se foi, dando lugar a incertezas, ao medo e até a uma certa tristeza.

Já tive mais coragem, mais firmeza com o que eu quero, mas o medo de perder vem me consumindo ao poucos. Sabe aquele sentimento bom que te faz sentir completo? Não, não estou querendo parecer romântica, pelo contrário, estou tentando ficar o mais próximo da realidade que eu consigo. É por me sentir assim que o medo está sempre a minha espreita, só esperando uma oportunidade para me mostrar que tudo pode vir abaixo quando menos esperar.

Isso me assusta e me deixa com um pezinho atrás me impedindo de ser o que sempre fui, me impedindo de mudar e seguir em frente.
  1. Sei muito bem como você se sente. Escrever também sempre foi meu escape, meu jeito de explicar melhor as coisas, mas às vezes a nossa cabeça anda tão louca que nem isso parece querer se organizar direito. Amei o seu blog, estou seguindo <3

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Mi... Isso vai passar!
    Acho que todos nós passamos por isso pelo menos uma vez na vida...
    Mas, por pior que seja a situação, sempre há algo bom. Tente ver o que esse bad moment pode lhe proporcionar de bom, e prepare-se para rir disso tudo num futuro próximo...
    Beijos!

    Fabíola Carvalhais
    http://www.pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa, como eu te entendo... Nem queria te entender tanto, rs.
    Mas, sabe, uma hora isso vai passar. Às vezes passa rápido, às vezes bem devagar, mas o melhor a se fazer é segurar a mão da incerteza e enfrentar o medo. Aceitar as fraquezas, as derrotas, levantar a cabeça e estar disposta a cair de novo, se for preciso. "E se tropeçar, do chão não vai passar. Quem sete vezes cai, levanta oito", como já diria nosso amigo Tiago Iorc. A gente aprende muito com essas fases onde tudo parece que vai dar errado (vai por mim, eu tô aprendendo ainda, RISOS). Uma hora Murphy cansa da gente e tudo no final dá certo! Sempre antes do arco-íris, temos a tempestade, não se esqueça.
    Ôxe, tô muito motivacional hein... Abraços!

    ResponderExcluir

@oventodoleste