Vento do Leste

Um mundo literário com doses do cotidiano

Destaques

Imagem de capa do card
As 10 capas mais bonitas da minha estante

Hoje eu separei os livros que antes de tudo foram escolhidos pela capa e eu guardo com muito carinho na minha estante.

Ler o post
Outras postagens
Imagem de capa do card
[Resenha] O Jardim Esquecido, de Kate Morton
Ler o post
Imagem de capa do card
Mulheres marcantes na literatura #1
Ler o post

Últimas resenhas

Últimas resenhas

O Jardim Esquecido

Editora Arqueiro

Ler o post

Por uma Questão de Amor

Editora Novo Século

Ler o post

Uma noiva para Winterborne

Editora Arqueiro

Ler o post

Uma Dama Fora dos Padrões

Editora Arqueiro

Ler o post

Quinze Dias

Editora Globo Alt

Ler o post

Baía dos Suspiros

Editora Arqueiro

Ler o post

Anuncio

Até a página 100: O Jardim Esquecido, de Kate Morton


"O Jardim Esquecido" foi um dos lançamentos de setembro pela Editora Arqueiro. O livro foi publicado pela primeira vez no Brasil pela Editora Rocco em 2009, com o título "O Jardim Secreto de Eliza".


O Jardim Esquecido
Kate Morton
Editora Arqueiro
Onde comprar: Amazon

Sinopse: Uma criança abandonada, um antigo livro mágico, um jardim secreto, uma família aristocrática, um amor negado. Em mais uma obra-prima, Kate Morton cria uma história fantástica que nos conduz por um labirinto de memórias e encantamento, como um verdadeiro conto de fadas.

Dez anos após um trágico acidente, Cassandra sofre um novo baque com a morte de sua querida avó, Nell. Triste e solitária, ela tem a sensação de que perdeu tudo o que considerava importante. Mas o inesperado testamento deixado pela avó provoca outra reviravolta, desafiando tudo o que pensava que sabia sobre si mesma e sua família.

Ao herdar uma misteriosa casa na Inglaterra, um chalé no penhasco rodeado por um jardim abandonado, Cassandra percebe que Nell guardava uma série de segredos e fica intrigada sobre o passado da avó.

Enchendo-se de coragem, ela decide viajar à Inglaterra em busca de respostas. Suas únicas pistas são uma maleta antiga e um livro de contos de fadas escrito por Eliza Makepeace, autora vitoriana que desapareceu no início do século XX. Mal sabe Cassandra que, nesse processo, vai descobrir uma nova vida para ela própria.


A história começa no ano de 1913, em Londres, quando uma garotinha de quatro anos estava escondida entre os toneis de um navio esperando pela Autora. A dama já tinha explicado a brincadeira, deveria ser um segredo entre elas. A garotinha precisava ficar escondida e não poderia dizer o seu nome para ninguém. O tempo estava passando, mas a Autora prometeu que voltaria para busca-la. Quando o seu esconderijo é encontrado por outra criança, a curiosidade fala mais alto, afinal ela tem apenas quatro anos e é só uma brincadeira, a Autora não ficaria brava com ela.

Em seguida, o leitor é trazido para o ano de 1930, em Brisbane na Austrália. Nell está comemorando o seu aniversário de 21 anos junto com a família que tanto amava e o seu noivo. Ela jamais poderia imaginar que após essa noite a sua vida perderia o rumo. Um segredo de família viria a tona e ela iria descobrir que a sua vida perfeita foi uma mentira.


Agora em 2005, Cassandra está no hospital com a avó. Já faz dias que está ali, com Nell cada vez mais fraca e menos lucida. A dor ao ver a avó partindo aos poucos é imensa. Cassandra lembra muito bem do dia em que a mãe a abandonou na casa de Nell, a avó que ela só tinha visto poucas vezes. Nell sempre foi um mistério para ela, assim como o livro de contos de fadas que tinha encontrado na casa da avó no dia em que foi abandonada pela mãe. O livro estava dentro de uma pequena mala branca debaixo da cama e Cassandra foi atraída por ele, mesmo sabendo que não deveria mexer.


Os primeiros capítulos vão apresentando ao leitor pequenos pedaços da história de Nell intercalados com o presente (que neste livro acontece em 2005). No presente, é a vez de Cassandra descobrir os segredos que a sua avó escondia. Após a morte de Nell, Cassandra descobriu ter herdado um chalé na Cornualha, uma casa que ela jamais soube da existência. Também nunca ouvi nem comentar que em algum momento da vida tinha saído da Austrália, como ela poderia ter comprado uma casa na Inglaterra sem contar nada para a neta? Agora ela precisava descobrir a relação entre a casa e o livro de contos de fadas da sua avó. Tudo o que ela tem para guia-la é o diário da avó que foi corroído pelo tempo.

O livro tem praticamente 500 páginas, mas a história acontece com tanta naturalidade e é tão bem desenvolvida que conquista o leitor logo no início. Mesmo os capítulos intercalando o tempo e o personagem em destaque, é fácil compreender a história e acompanhar as descobertas.


Conheci a autora com o livro "A Casa do Lago", publicado no ano passado pela Editora Arqueiro, e me surpreendi com a capacidade que ela tem para construir os mistérios por trás dos personagens sem deixar que o leitor perca o foco ou algum detalhe da história.

As primeiras 100 páginas já ganharam o meu coração e tenho certeza que os próximos capítulos serão tão surpreendentes quanto o que eu já li até aqui.
  1. Nunca tinha ouvido falar sobre o livro, mas já amei pela resenha. Gosto de histórias misteriosas e que a cada página descobrimos algo novo!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa com a história. Amei a capa e a ilustração! Vou adicionar na minha wishlist literária <3

    ResponderExcluir
  3. Oi, Michelly! Não conhecia essa autora, mas fiquei super curiosa com a história! Adoro livros que misturam fantasia e mistério, e já adicionei na minha wishlist de ficção <3

    bjs,
    Gih

    ResponderExcluir
  4. Quanta coisa em apenas 100 páginas e ainda tem quase 500! Fiquei interessada nele =D

    ResponderExcluir
  5. Antes de mais nada,deixa eu dizer que adoro suas fotos, e gostei bastante da ideia do post!
    Não tinha ouvido falar desse livro, mas a sinopse me deixou muito animada. Eu amo histórias nesse estilo, com mistérios, livros mágicos e muita fantasia *-* Ah, e é bom quando o livro vai se desenvolvendo rápido. Ele é grande, mas pelos que você conta parece fluir bem e acontecer muita coisa.
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Não conheço a autora mas adorei a capa do livro e sim sou dessas que compra livro pela capa (também). Na verdade fiquei é curiosa para saber a história dessa casa rs e gostei da parte que vc falou que mesmo sendo um livro grande a história flui, isso me deixou ainda mais interessada :)

    ResponderExcluir

@oventodoleste