Vento do Leste

Um mundo literário com doses do cotidiano

Destaques

Imagem de capa do card
[Resenha] Eu Perdi o Rumo, de Gayle Forman

É uma história que une três pessoas que se sentem perdidas, mas que vão descobrir que não estão sozinhas.

Ler o post
Outras postagens
Imagem de capa do card
As 10 capas mais bonitas da minha estante
Ler o post
Imagem de capa do card
Mulheres marcantes na literatura #2
Ler o post

Últimas resenhas

Últimas resenhas

Eu Perdi o Rumo

Editora Arqueiro

Ler o post

O Jardim Esquecido

Editora Arqueiro

Ler o post

Por uma Questão de Amor

Editora Novo Século

Ler o post

Uma noiva para Winterborne

Editora Arqueiro

Ler o post

Uma Dama Fora dos Padrões

Editora Arqueiro

Ler o post

Quinze Dias

Editora Globo Alt

Ler o post

Anuncio

Mulheres marcantes na literatura #1

Coluna Mulheres Marcantes

Já faz algum tempo que venho imaginando como começar essa coluna no blog. Na verdade, não sei se seria exatamente "como" e sim "quando" começar. A ideia surgiu no início deste ano e a minha intensão era programar a postagem para o dia 8 de Março, quando é comemorado o dia internacional das mulheres, mas logo a ideia foi descartada. Todo ano as postagens são sempre as mesmas. Nesse mesmo dia a internet fica abarrotada de post, fotos e vídeos sobre o assunto. Então achei que seria melhor evitar o clichê, além do fato de que eu não estava satisfeita com o blog naquela época. Passado a data, em abril já estava planejando a mudança do Dezoito Primaveras para o Vento do Leste, portanto a ideia foi decididamente colocada em um arquivo no meu computador e logo em seguida foi esquecida. Até hoje.

O que no início seria apenas uma postagem com uma lista pequena acabou virando um assunto a ser comentado no blog. Por que falar sobre personagens femininas que nos inspiram apenas uma vez por ano? Por que não estender para cada novo personagem descoberto?

Pensando nisso, eu percebi que grande parte dos livros que eu leio e que tenho como “queridinhos” é com protagonistas masculinos. Não que exista algo errado nisso, pelo contrário, um livro é um conjunto. Nenhum leitor considera um livro bom apenas pelo personagem principal, por quem o escreveu ou mesmo pela capa. Mas o universo da literatura durante muito tempo foi visto com um lugar apenas para homens, e não estou falando apenas de quem escreve, mas da história. O papel da mulher era, na maioria das vezes, inferior ao do homem. Foi criado um estereótipo de que a mulher é submissa, indefesa e incapaz. Ainda assim, grandes personagens femininas surgiram e venceram barreiras sociais para ficarem na história. Portanto, esse será o objetivo dessa coluna: conhecer nomes femininos marcantes na literatura.

Personagem #1: Anya Whiston

Livro Jardim de Inverno

Para começar, escolhi uma personagem do livro Jardim de Inverno, da Kristin Hannah. Esse foi o primeiro livro da autora que eu tive a chance de ler e a colocou entre os meus autores favoritos.

Anya é uma mulher fria e incapaz de demonstrar amor e dar conforto as filhas. Ao mesmo tempo é uma mulher forte e que carrega o peso do passado. O único momento que era capaz de unir Anya a suas filhas era a história que contava para elas antes de dormirem. Mais do que uma história bonita, era nesse momento que Anya mostrava a dor que sentia. Sem que as filhas nunca desconfiassem, noite após noite, Anya contava o seu passado por meio daquela história.

A verdade por trás da fábula é a de uma mulher que se apaixona em Leningrado (atual São Petersburgo) durante a Segunda Guerra Mundial, mas é obrigada a ver o homem que ama partir para guerra. Enquanto isso ela precisa cuidar da família, não há comida e o frio dificulta a sobrevivência cada dia mais. Anya se vê sozinha e sem poder contar com a ajuda de ninguém. Ela precisa manter todos vivos, mas como irá conseguir em meio à guerra?

É nesse enredo que conhecemos a primeira personagem. Quando lemos histórias que trazem a realidade de um período tão obscuro da história não tem como não se identificar com os personagens. E neste livro, mais do que saber os horrores que soldados viviam, você encontra a realidade das pessoas que ficam, das pessoas que precisam descobrir um meio de sobreviver em meio a destruição e ao medo.

Anya traz a luta, a esperança e a dor de perder pessoas que amava, mas ainda assim ter força o suficiente para sobreviver e seguir em frente.
  1. Ainda não li esse livro, já está na minha lista faz algum tempo!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii! Espero que você leia em breve! *-*

      Excluir
  2. Eu amo conhecer personagens mulheres que são fortes! Elas podem servir de inspiração para muitas meninas. Eu amei essa sua nova série de posts, estou planejando um post para o blog nessa linha de dar mais reconhecimento às mulheres e ele está me dando um trabalhão, mas vai valer a pena!

    Já estou ansiosa pelo próximo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Vitória!
      Também gosto de conhecer, faz com que eu me senta representada! :)

      Excluir
  3. Eu adorei essa sua ideia de trazer mulheres marcantes da literatura na sua concepção. Parei para pensar e também nos livros que li, a maioria dos meus preferidos são personagens masculinos.
    Esse livro ainda não tive o prazer de ler, mas fiquei bem interessada :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Leia sim, você vai gostar! :)

      Excluir
  4. O post realmente levanta um questionamento legal. Muitos dos livros que eu amo tem como protagonista um homem (garoto hehe), e poro isso sempre presto muita atenção na sua mulheres presentes nele, e se ficam em pé de igualdade com os homens!
    Adorei conhecer esse livro e saber a história da moça :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luana! :) Fico feliz que tenha gostado do post. Acho importante encontrar histórias que mostrem que somos mais que um esteriótipo.

      Excluir
  5. Já li uma outra resenha sobre o livro Jardim de inverno e falaram bem também. Ele acabou me dando curiosidade de ler a história. Parece ser bem bonita!
    E realmente, não havia parado para pensar, mas a maioria dos personagens de livros são homens e as mulheres são apenas coadjuvantes. Está na hora de nós mulheres mudarmos isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim! Você vai adorar o livro! *-*

      Excluir
  6. Adorei a ideia da coluna ♥ Não conhecia o livro mas lendo sua postagem e vendo sobre essa personagem atiçou minha curiosidade

    ResponderExcluir

@oventodoleste