Utilizamos cookies e outras tecnologias de medição para melhorar a sua experiência de navegação no nosso site, de forma a mostrar conteúdo personalizado, anúncios direcionados, analisar o tráfego do site e entender de onde vêm os visitantes. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Só uma explicação...

Escrito por
Estive pensando em várias formas de começar esse texto, mas a verdade é que eu nunca serei capaz de colocar em palavras tudo o que venho pensando e sentindo nos últimos dias. Ainda não sei o que vou escrever aqui, não sei o que quero escrever, mas sei que de alguma forma tudo isso poderá me ajudar algum dia.

No último dia 9, perdi a pessoa que mais amo nesse mundo: minha mãe. Há alguns posts, contei a você sobre o problema de saúde da minha mãe. Posso dizer que o último ano foi de bastante luta. Foram várias consultas, vários exames, vários diagnósticos até chegar ao verdadeiro problema. Talvez um pouco tarde demais, mas eu nunca vou saber. Aos poucos vi minha mãe deixando de ser quem ela sempre foi, perdendo um pouco a cada dia para a doença. Nos últimos dias ela havia piorado e as dores estavam cada vez mais difíceis. Os médicos acabaram encontrando uma infecção e o corpo, na tentativa de se proteger, entrou em coma. A infecção acabou se espalhando e naquela madrugada perdi tudo o que eu tinha de mais importante na vida. Eu nunca imaginei que precisaria lidar com a dor de ver a pessoa que eu mais amo no mundo partindo. Mas não sabemos os planos de Deus para cada um de nós, não é?


Escuto de todos que ela está bem agora, que Deus a livrou de um tormento ainda maior e que ela não merecia. Talvez tudo isso faça sentido para mim algum dia, em alguns momentos eu realmente acredito nisso. Eu sei o quanto ela estava lutando para ficar bem e também sei o quanto ela tinha medo. Vi minha mãe perder o sono com medo de dormir e não acordar, com medo do que aconteceria se ela deixasse o corpo descansar. E me dói é saber que não fui capaz de ajuda-la, que ela não estará aqui amanhã quando eu acordar, que não a verei reclamar da minha comida ou do tempo que eu passo em frente ao computador.

Ela não merecia essa vida. Não merecia tantas dores, não merecia ficar presa a uma cama e não merecia perder a chance de descansar depois de tantos anos trabalhando sem folga. Ela sempre fez o melhor do jeito que ela sabia e conseguia. Eu tenho muito orgulho de quem ela foi. E peço a Deus para que cuida bem dela, porque ele levou o que eu tinha de mais valioso na vida. 


Leitura Coletiva para começar bem 2021

Escrito por
Ei, como você está? 2020 foi um ano que me desanimou muito e o meu ritmo de leitura caiu absurdamente. Não cheguei nem perto de completar a minha meta de leitura. Parecia que não valia a pena insistir em algo enquanto o mundo estava uma loucura. Para ajudar, me desanimava ver os comentários nas redes sociais de gente que tinha aproveitado ao máximo a quarentena para colocar as leituras em dia, enquanto eu não conseguia sair de um livro de pouco mais de 200 páginas que havia começado há um mês e meio. Demorou mas eu entendi que o pior erro do leitor é tentar comparar o seu ritmo com o de outros. Isso acaba criando um bloqueio e diminuindo ainda mais a nossa produtividade. Por isso, resolvi que este ano eu levaria as minhas leituras com mais tranquilidade e buscaria outras formas de me ince…

Um Sherlock por semana

Escrito por
Ei, como você está? Passei a virada do ano pensando em coisas que eu poderia mudar em 2021. O ano que terminou me deixou bastante afastada do blog. A pandemia, o trabalho e os problemas de saúde da minha acabaram por levar todo o tempo livre que me restava. Com o final do ano, resolvi que precisaria me organizar melhor para dar conta de tudo o que está acontecendo por aqui. Afinal, o blog sempre foi algo que me fez feliz e me divertia. Tenho certeza que isso não mudou. Bom, talvez tenha mudado a forma como eu quero manter o blog, mas a vontade de compartilhar um pouco das coisas que gosto e me deixam feliz continua presente. Por isso, decidi listar coisas que quero compartilhar com você e que poderiam mostrar um pouco mais sobre quem eu sou . Toda minha vida é um esforço para escapar do t…